Série ao Fundo

Do outside para o inside da sua casa

Dobradinha brasileira em Trestles

Série ao Fundo analisa as vitórias de Filipe Toledo e Silvana Lima na Califórnia

Há alguns anos Filipe Toledo já vem apresentando um surfe praticamente imbatível em ondas pequenas e um título em Trestles era só questão de tempo. No Série ao Fundo, Edinho Leite destaca que a estratégia de Filipinho foi completamente diferente da escolhida por Jordy Smith na grande final californiana. Enquanto o brasileiro se mantinha ocupado, dando um show de surfe em valas intermediárias, o sul-africano aguardava pacientemente pelas melhores com a prioridade. Já Renan Rocha acredita que a vitória com esta tática só foi possível porque Filipe é o único que arranca boas notas em ondas aparentemente de pouco potencial. Isso porque, segundo Renan, o brazuca surfa com extrema velocidade e fluidez, conectando manobras e abusando da criatividade.

Outro brasileiro que se destacou foi Adriano De Souza, parado nas quartas de final por Ace Buchan, resultado que Tiago Brant considerou injusto.

A corrida pelo título mundial também é assunto no Série ao Fundo. E se antes de Trestles o ranking estava bem embolado, Jordy Smith e John John Florence acabaram desgarrando do pelotão da frente com os ótimos resultados conquistados na Califa. A etapa também complicou a situação de Gabriel Medina, que parou no round 3. 

Já no feminino, Silvana Lima derrotou gigantes no caminho até a final, venceu Stephanie Gilmore 3 vezes e quebrou um tabu de sete anos sem faturar etapas do CT. Renan Rocha e Edinho Leite analisam o surfe progressivo da brasileira, enquanto Tiago Brant relembra as dificuldades vividas pela cearense que chegou a correr algumas temporadas do circuito mundial sem patrocínio. 

Tudo isso e muito mais no Série ao Fundo. Rema!