Série ao Fundo

Do outside para o inside da sua casa

Filtering by Tag: gold coast

Vitórias não são o suficiente: o que Italo precisa para ser campeão mundial?

Reprodução / Instagram

Reprodução / Instagram

Por Guilherme Dorini

Italo Ferreira mostrou por que é considerado um dos melhores surfistas do mundo. Logo na primeira etapa do ano, não só levou o caneco na Gold Coast, como também ficou com o título do campeonato de aéreos organizado pela Red Bull. Novo dono da lycra amarela, ele já é apontado como um dos favoritos ao título do WCT deste ano, mas ele precisa de mais do que vitórias para confirmar esse rótulo: regularidade, grande vilã do ano passado.

É claro que vencer etapas é fundamental para ser campeão mundial, mas a regularidade ao longo de toda temporada é tão importante quanto. E Italo é o próprio exemplo disto.

Na temporada passada, o surfista potiguar faturou três das 11 etapas do Circuito Mundial de Surfe. Brilhou na tradicionalíssima competição em Bells Beach, quando, ainda de quebra, frustrou a aposentadoria de Mick Fanning, seu adversário na decisão, faturou Keramas, em Bali, na Indonésia, e Peniche, em Portugal.

Seu número de vitórias foi exatamente o mesmo de Gabriel Medina (Teahupoo, Rancho e Havaí), mas amargou apenas a quarta colocação geral no Tour, e aí vem o mais curioso, atrás de Julian Wilson (2º) e Filipe Toledo (3º), ambos com menos vitórias que o brasileiro. O australiano venceu duas (Gold Coast e França), mesmo número do compatriota (Rio e J-Bay).

A grande diferenca está na regularidade. Apesar de três ótimos resultados, Italo não conseguiu repetir a mesma constância no restante da temporada. Fez um 5º em Teahupoo e só. Acumulou seis 13º lugar (Gold Coast, Rio, Uluwatu, Racho, França e Pipe) e um 25º (J-Bay). No último ano, até explicamos que a WSL havia valorizado seus campeões, mas que nem isso ajudou o potiguar.

Essa situação, no entanto, não é exclusiva de Italo. Outro brasileiro já viu o título escapar de suas mãos por conta da irregularidade. Em 2015, Filipe Toledo também acumulou incríveis três vitórias durante a temporada (Gold Coast, Rio e Portugal), mas ficou atrás de Medina (3º, com apenas um título), Fanning (2º, com dois) e do campeão Adriano de Souza, que foi campeão vencendo “apenas” Bells e Pipe.

Surfe, Italo tem de sobra. E já provou isso inúmeras vezes. Ele já sabe o caminho das vitórias, falta apenas acertar na regularidade para ter uma temporada inesquecível.