Série ao Fundo

Do outside para o inside da sua casa

Medina vira líder, mas Filipe mantém vantagem nos descartes

Por Guilherme Dorini

 WSL/DAMIEN POULLENOT

WSL/DAMIEN POULLENOT

Está (cada vez mais) aberta a disputa pelo título mundial da temporada. Se o equílibrio na parte de cima da tabela do Circuito Mundial de Surfe (WCT) era visível após o Surf Ranch, ele se fez ainda mais presente no encerramento da etapa da França, que terminou com título de Julian Wilson, um terceiro lugar para Gabriel Medina e uma precoce eliminação do então líder Filipe Toledo, que amargou uma 13ª posição.

Com o resultado, Gabriel Medina assume a lycra amarela, que representa o primeiro lugar na tabela, já para a etapa de Portugal, penúltima da temporada, que já começa no próximo dia 16, na praia de Supertubos, em Peniche. Com o terceiro lugar na França, ele chega aos 51,770 pontos, contra 51,450 de Filipe.

No entanto, se olharmos já para os descartes, a situação ainda é favorável ao surfista de Ubatuba. Agora, com apenas duas etapas restantes, Filipe acumula dois 13º como piores resultados, ou seja, está descartando 3,330, somando, assim, 48,120. Seus piores desempenhos foram em Bells Beach e França.

 WSL/KEOKI SAGUIBO

WSL/KEOKI SAGUIBO

Já Medina tem como descarte um 13º, da Gold Coast, e um nono lugar, de Bali. Assim, no momento, ele está descartando 5,365 pontos, ficando com 46,405, pouco menos de dois mil atrás de Filipe Toledo.

Quem corre por fora, mas mais vivo do que nunca na competição, é Julian Wilson. Com a vitória conquistada na França, o australiano ganha novo ânimo para a disputa do título mundial. Com os 10,000 pontos, ele chega aos 47,125. Porém, se também já colocarmos os descartes, um 25º, no Taiti, e um de seus dois 13º, em Bells e Bali, sua pontuação fica em 45,040 - atrás dos dois brasileiros, mas na briga.

A janela para a etapa de Portugal começa no próximo dia 16, terça-feira, e vai até 27, um sábado - a previsão, no entanto, é para um ótimo swell nos quatro primeiros dias. Depois, a decisão chega ao Havaí, em Pipeline, que acontece entre os dias 8 e 20 de dezembro.