Série ao Fundo

Do outside para o inside da sua casa

VIDA E MORTE EM PIPELINE

"Primeiro, o intimida (…) Então você encontra algumas maneiras para tentar. Aí você descobre e cresce com o orgulho que vem com isso. Então você fica com fome por isso”
Kelly Slater sobre Pipeline

Sim, o maior vencedor do PipeMasters de todos os tempos também sente medo daquilo que eu, você e todo mundo acredita ser a mais perfeita das ondas. O que pouca gente sabe é que ela é mortal.

Pipe, quando quebra clássica, tem 12 a 15 pés, o que significa que a sua força está sob uma crista com mais de quatro metros. É impossível mensurar, mas tente pensar nesse volume de água quebrando em uma bancada com, aproximadamente, UM METRO de profundidade. 

1127_PIPELINE_SURF.jpg

:::OS TRÊS REEFS:::

O fundo raso se explica pela formação vulcânica do arquipélago. Assim, é normal encontrar, por todo Havaí, fundos de corais e pedra. A composição das boas ondas da ilha, se formam devido a águas profundas (mais de 6000 metros) mais próximas da costa e que não encontram dificuldades para emergir em um paredão de reefs. Para explicar melhor, dividiremos os 3 picos da praia onde é possível pegar onda:

TOPOGRAFIA_PIPELINE.jpg
  • 1º reef - A 75 metros da praia, é a melhor opção para quem está na areia ou quem está no mar fotografando e surfando. A onda proporciona bons tubos quando a água 'bate' no fundo em grande velocidade. A formação é repleta de cabeças pontiagudas de corais, separando um bom e um mau drop como a distância entre viver e morrer. 
  • 2º reef - Muito semelhante ao primeiro. O segundo também proporciona bons tubos para os surfistas, deixando o mar mais alto e impedindo o drop rápido, deixando claro de quem é a preferência da onda neste pico.
  • 3º reef - Também conhecido como Banzai Pipeline.  O terceiro coral deixa a onda muito gorda e deixa o surfe pesado. 

 

:::GOOFY OU REGULAR?:::

Ao procurar Pipeline na internet, é possível que você se depare com ondas a esquerda e a direita. Apesar de se formarem da mesma bancada, a forma que quebra a esquerda leva o nome Pipeline. A direita está Backdoor. Quem explica as características da onda é o campeão mundial e 2x finalista do PipeMasters, Gabriel Medina:

"A bancada de Backdoor parece que tem muitas ondas que vão fechar e acaba sendo uma onda perfeita. Pipeline é uma onda mais fácil de ler, você sabe que vai abrir, que tem o canal ali, então, se você está bem posicionado é mais certo que você vai sair do tubo”
Gabriel Medina, em entrevista ao globoesporte.com

Como vimos, Pipeline exige mais do que entender de surfe. Talvez exija tudo aquilo que os versos de Lorde Byron nos propõe: 

"Há um prazer nas florestas desconhecidas;
Um entusiasmo na costa solitária;
Uma sociedade onde ninguém penetra;
Pelo mar profundo e música em seu rugir;
Amo não menos o homem, mas mais a natureza..."