Série ao Fundo

Do outside para o inside da sua casa

O DIA EM QUE KELLY LEVOU FUMO

Sabe aquele dia que a saudade bate? Muita gente chama de Throwback Thrusday ou #TBT . No surfe é quase isso: apresentamos o nosso #TBT - Throw Back on TOUR

31 de março de 2013. Domingo de Páscoa seja aqui ou na Austrália. Areia lotada e muita gente querendo ver uma pessoa descer daquela escada de Bells: o 11x campeão e (até então)l líder do WCT, Kelly Slater. 

Todos esperavam um show de surfe. E foi exatamente o que aconteceu. Linha Kelly, padrão Slater. Combinação de rasgada / floater / tubo , inflamando a praia. 

Só esqueceram que na água havia alguém com Kelly. E olha que nem era pra ser ele. Willian Cardoso entrou no lugar de Miguel Pupo, com uma lesão no tornozelo. Até mesmo Panda não acreditava que estava lá. 

willian_.jpg

“Eu não planejei em fazer esse evento. Depois de Gold Coast e Margaret River, eu voei pro Brasil. Quando cheguei em casa, fui avisado que tinha que voar pra cá

Mais inesperado do que esse convite, apenas se ele superasse Kelly. Bom, se você já viu a direita de Bells sabe que o power surf é bem valorizado por lá. Bom pra quem é conhecido pela patada violenta, parecida com um…Panda! 

E foi assim que Willian fez sua fama. Em entrevista a emissora americana ABC, Kelly deixou mais claro o que aconteceu naquela bateria:

kelly_.jpg
“Willian ‘meteu fumo’ em mim. Simples como isso”

E o brasileiro rebateu:

“Kelly é um herói pra mim e vencer dele é um inacreditável pra mim. Espero que eu toque o sino pro Brasil”

Ele não conseguiu tocar o sino, mas, neste mesmo evento, outro brasileiro fez esse favor pra gente. Mas isso é história pra outro TBT...