Série ao Fundo

Do outside para o inside da sua casa

O QUE MUDA PARA 2018?

Se você acompanha o mundo do surfe nos últimos dias também deve se perguntar: com tantos brasileiros no CT em 2018, dá pra imaginar o que vem neste próximo ano?

Bem, se você já achava os novos surfistas uma agradável surpresa, a World Surf League (WSL) divulgou nesta segunda quais serão os eventos de seus principais campeonatos. Com tantas alterações, use a sua imaginação para o circuito mais promissor dos últimos tempos!

::: MUNDIAL MASCULINO:::

1121_MEDINA_SITE.jpg

QUEM SAI? Trestles e Fiji  Desde 1999, a etapa se reveza no calendário. No último intervalo, Fiji ficou sem uma etapa do tour por 3 anos (2008-2012). Vai deixar saudades ao pentacampeão da etapa, Kelly Slater e o bicampeão do #FijiPro, Gabriel Medina. Juntos, os dois escreveram um capítulo épico da história de Tavarua (link aqui )

QUEM ENTRA? Keramas, Indonésia. Assim como aconteceu com Fiji, a Indonésia é uma espécie de alternate entre os picos. Desde 1981, as direitinhas tubulares de Bali recebem edições do circuito dos sonhos. A última vez foi 2013, com Joel Parkinson como campeão e John John como destaque. 

Entre os homens outra adição é o Surf Ranch, um capítulo a parte, que falaremos mais ali embaixo. 

2018 World Surf League (WSL) WCT Masculino:
Quiksilver Pro Gold Coast, Australia - Março 11 - 22
Rip Curl Pro Bells Beach, Australia - Março 28 - Abril 8
Margaret River Pro, Australia - Abril 11 - 22
Oi Rio Pro, Brazil - Maio 10 - 19
Bali Pro, Indonesia - Maio 27 - Junho 9
Corona Open J-Bay, South Africa - Julho 2 - 13
Tahiti Pro Teahupo'o, Tahiti - Aogsto 10 - 21
Surf Ranch Lemoore, California/USA. Setembro 5 - 9
Quiksilver Pro France, France - Outubro 3 - 14
Meo Rip Curl Pro Portugal, Portugal - Outubro 16 - 27
Billabong Pipe Masters, Hawaii/USA - Dezembro 8 - 20

::: MUNDIAL FEMININO:::

1121_JBAY_SITE.gif

QUEM SAI? Trestles (EUA) e Cascais (POR). Ambas dividindo janela com o campeonato masculino, surgiram em 2014 e 2013 (respectivamente) e simbolizaram a expansão do tour entre as mulheres. A memória mais recente em terras americanas é a melhor possível, com a vitória de Silvana Lima. 

QUEM ENTRA? Jeffreys Bay (RSA) e Keramas (INA) . Um novo tempo no surfe feminino se aproxima com ondas tão boas quanto regulares em ótimos picos. Mas a evolução ainda será dividida (em ambos os eventos) com homens. 

Entre as mulheres, a terceira novidade é também comum aos homens e levanta uma discussão saudável quanto aos caminhos que o surfe seguirá nos próximos anos. 

Calendário 2018 (WSL) WCT Feminino:
Roxy Pro Gold Coast, Australia - Março 11 - 22
Rip Curl Women’s Pro Bells Beach, Australia - Março 28 - Abril 8
Margaret River Pro, Australia - Abril 11 - 22
Oi Rio Pro, Brazil - Maio 10 - 19
Bali Pro, Indonesia - Maio 27 - Junho 9
Corona Open J-Bay, South Africa - Julho 10 - 17
Vans US Open of Surfing, USA - Julho 30 - Agosto 5
Surf Ranch Lemoore, California/USA. Setembro 5 - 9, 2018
Roxy Pro France, France - Outubro 3 - 14, 2018
Hawaii Women’s Pro, Hawaii/USA - Novembro 25 - Dezembro 6, 2018


RANCHO DE KELLY

1121_SURFRANCH_SITE.jpg

Dentre as escolhas do novo calendário, esta é aquela que mais chama atenção. Pela primeira vez na história, no surfe profissional de elite incluirá ondas artificiais em sua agenda. O curioso é ver apenas quatro dias de janela para homens e mulheres disputarem o campeonato - uma fórmula impossível em qualquer outra etapa. 

Para que você não se perca no assunto, fizemos um programa falando apenas disso. Aperte o botão e entenda o que muda após o 'Piscinão do Kelly':

::: BIG WAVE TOUR:::

1121_BIGWAVE_SITE.jpg

QUEM ENTRA? Confirmado no início de outubro, quando aconteceu a compra de direitos do evento "Titans of Mavericks"  , a WSL manterá o nome e o organizador. Homens e mulheres competirão na etapa.

Agora é só esperar quebrar 9 metros (30 pés) em Half Moon Bay, Califórnia

2018/2019 Big Wave Tour:
Puerto Escondido Challenge, Oaxaca/Mexico
Pe’ahi Challenge, Maui/Hawaii
Mavericks Challenge, California/USA
Nazaré Challenge, Costa de Prata/Portugal